Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘beijos’

Per saecula saeculorum… significa em latim beijo grego.

Tudo começou pela infelicidade(ou felicidade?!) dos rituais gregos para demonstrar confiança e obediência do homem para o outro.

Mas inicialmente eram carícias apenas nos órgãos genitais, mas claro!! Não desconfie de que o homem é capaz! Uma certa vez, o ritual foi além, ou de repente, querendo demonstrar a sua honra que a concentração foi tão grande que só percebeu tardiamente que havia atingido uma área nao muito bem comum no catálogo internacional de locais possíveis de serem beijados..mas o que importa? Isso ficou até hoje… tem pessoas para tudo..

Per Saecula Saeculorum Painting  - Per Saecula Saeculorum Fine Art Print

Per Saecula Saeculorum Painting by Anne Weirich

Anúncios

Read Full Post »

Já teve medo de beijar?

Olhou para baba daquelas pessoas que estavam beijando na rua quando era do tamanho do botão e achou extremamente nojento?

Quando cresceu um pouquinho, leu no seu livro que um beijo pode repassar 250 tipos de vírus e bactérias?

Ficou a fim daquele garoto, mas descobriu que ele era baladeiro e beijava muitas meninas e no dia seguinte olhou para ele e viu uma enorme quantidade de bactérias de outras pessoas incluindo os resíduos das salivas das outras que ficam por 3 dias na boca dele?

Mas mesmo assim tem vontade de beijar….e acaba beijando….eca..

Mas você sabe beijar? Acho que não. Calma não fique bravo, irritado, imaginando que essa garota mal criada esta rindo da sua face….antes de pensar qualquer coisa relacionada… sabe fazer isso?

Então…não sabemos beijar.

Mas é possível ter conhecimento sobre, logo aqui está uma bela lista de tipos de beijos que podemos testar ou não…

Beijo francês: não há melhor país no mundo para nomear o mais gostoso dos beijos: o de língua. Os românticos franceses inspiraram o apelido do beijo onde as línguas se entrelaçam. A ironia é que na França o beijo de língua é chamado de beijo inglês. Bem inglês? O iGirl é contra, afinal, tirando o Hugh Grant, os a maioria dos ingleses têm bocas horríveis, com dentes sempre feios.

Beijo de esquimó (ou nordestino): o que há em comum entre a friorenta e distante terra dos esquimós e nossa caliente região nordestina? É que na linguagem dos “pingüinzinhos” humanos, a palavra que designa beijar é a mesma que serve para dizer cheirar. Quem também mistura tudo por aqui são os nordestinos, que vivem carinhosamente pedindo “um cheiro”, mas ganham um beijo. Já os esquimós, ficam mesmo no esfrega esfrega de narizes.

Beijo Titanic: é só os lábios se juntarem para a troca de salivas bombar. Mas sempre tem aquele tipo que exagera, que transforma o beijo num aguaceiro nojento. O resultado não poderia ser outro: a balada perfeita se afunda, tal qual o desastre do Titanic…

Beijo fim de feira: mais uma categoria “disgusting”. Sabe quando você vai num churras, passa a tarde inteira no xaveco de um gatinho, mas só depois de se fartar de picanha, frango a passarinho e pão com vinagrete é que vocês se beijam? Pois é, nesse momento vocês estão exercitando o famoso beijo fim de feira.

Beijo conde Drácula: é o beijo que se entende até o pescoço. O maior perigo desse beijo é deixar o conde Drácula se empolgar e deixar o famoso chupão no seu pescoço.

Beijo metralhadora: de uns tempos para cá, o beijo metralhadora também passou a ser conhecido como beijo felícia, uma homenagem a personagem “fofa” do Cartoon Network. Já entendeu o estilo do amasso, né? São beijos desenfreados, atirados para todas as partes do corpo da vítima: testa, bochechas, orelhas, nuca, boca, nada escapa de uma Felícia.

Beijo roda gigante: para praticar o beijo roda gigante, é preciso ter muito equilíbrio e controlar a vertigem. Esse tipo de beijo exige sincronia total, já que o casal beijoqueiro fica virando a cabeça de um lado para o outro e a qualquer sinal de descuido, cacholas podem bater!

Beijo aspirador de pó: aquele em que o garoto ou a garota mete o línguão na goela do companheiro e suga tudo que vê pela frente: língua, dentes, gengiva, amídalas… Também é conhecido como beijo endoscopia, que vai da garganta, desce até o estômago e volta… Eca!

Beijo de tia: aquele em que só as bochechas se encostam, e a boca beija o nada. As estatísticas indicam que há cada segundo, são dados 154.920.843.030 bilhões de beijos de tia no planeta Terra, o que faz desse estilo o mais popular de todos.

Beijo de amigos: conhecido como selinho. O selinho é sacramentado após os amigos grudarem delicadamente seus lábios – que deverão estar em formato “biquinho” – e mantê-los unidos por, no mínimo, um décimo de segundo. O beijo de amigos foi muito comum em certos períodos da história da humanidade, quando todos se cumprimentavam naturalmente selando os lábios.

Beijo oceânico: comum em tribos da África e Oceania. Um cobre o nariz do outro com os lábios. É absolutamente proibida a troca de beijos oceânicos caso uma das pessoas envolvida esteja gripada.

Beijo musical: é uma modalidade hippie de beijo. Os lábios não se tocam, o homem sopra na boca da mulher com cuidado. Ela controla o som abrindo e fechando a boca. Enfim, uma inutilidade de beijo, para curtir um som é mais fácil ligar o rádio…

Beijo escondidinho: quando a língua desaparece! O beijo escondidinho provoca uma solidão terrível, um vazio profundo. A dica é não se envergonhas e resgatar a língua do companheiro!

fonte da lista de beijos: um e-mail bizarro.

Read Full Post »